Governo chileno "chumba" projeto para proteger pinguins

  

Humboldt-Penguin-Line.ngsversion.1455190638392

Plano de extração de ferro que envolvia um investimento de mil milhões de dólares foi rejeitado pelo Governo chileno, de forma a "garantir a  proteção de espécies em risco". 

Depois da proposta da Andes Iron, a resposta do Governo chileno foi clara: "as medidas de compensação propostas não podiam garantir a proteção de espécies em risco", como o pinguim-de-humboldt, realçou o ministro do Ambiente, Marcelo Mena, citado pela Agência France Presse (AFP). 

O projeto proposta pela empresa chilena consistia na extração de milhões de toneladas de metal no norte do país e incluía a construção de um novo porto. O ministro chileno explicou que embora seja necessário apoiar o investimento e o desenvolvimento económico, os projetos devem "oferecer soluções adequadas para o impacto que terão". "Não podemos colocar em causa o nosso património ambiental nem colocar em risco a saúde de áreas ecológicas únicas no mundo", explicou Marcelo Mena, citado pela BBC. 

A zona de extração proposta fica na costa das ilhas que formam a Reserva de Pinguim-de-Humboldt e que alberga diversas espécies. De acordo com os correspondentes da BBC no Chile, "as empresas de extração deparam-se, recentemente, com uma maior dificuldade em obter licenças, devido a um interesse crescente pelas questões ambientais por parte dos políticos e opinião pública".

Segundo a espanhola Agência EFE, a Sociedade Nacional da Indústria Mineira (Sonami) considera que esta decisão constituiu "uma má notícia para a indústria da extração e para o país".