Livros para jovens adultos. Um mercado em (grande) crescimento

  

read-515531 960 720

Destina-se ao público situado entre os 12 e os 18 anos de idade e tem visto o número de leitores aumentar, durante os últimos anos. Sabe mais sobre este tipo de literatura orientada para jovens.

A categoria “Ficção para jovens adultos” pode fazer-nos pensar imediatamente em sagas como The Hunger Games ou Divergent. Contudo, há muito mais títulos nesta coleção de obras do que apenas os exemplos mais conhecidos. Os números são impressionantes: em 2011, cerca de 30 mil novos livros de ficção para jovens adultos foram publicados, segundo a revista The Atlantic. 

O fenómeno começou durante a primeira década do milénio. Entre 2002 e 2012, o número de títulos deste segmento mais do que duplicou. De igual forma, a nível da venda de e-books comprova a tendência: entre 2011 e 2012, registou-se um aumento de 117% na procura de jovens adultos.

Ainda que a distinção seja recente, este tipo de literatura existe há vários anos, com destaque para obras como Oliver Twist, de Charles Dickens, Huckleberry Finn, de Mark Twain, Mataram a Cotovia, de Harper Lee ou O Livro da Selva de Rudyard Kipling. Contudo, recentemente, registou-se “a era dourada” da ficção para jovens adultos.

A culpa é do feiticeiro?
No Huffington Post, Claire Fallon avança com uma possível explicação. Este crescimento “mágico” pode mesmo dever-se a um feiticeiro – Harry Potter. A saga criada por J.K. Rowling envolveu “números impressionantes de pré-encomendas, milhões de palavras de fan fiction e, para já, 9 filmes”. “É fácil concluir que esta série mudou fundamentalmente a ficção para jovens adultos”, conclui. 

Durante os anos que se seguiram à publicação do primeiro volume da saga de Harry Potter, cirou-se espaço para a criação de “séries blockbusters” – The Hunger Games, Twilight e Divergent são alguns dos maiores exemplos. Embora este aumento signifique, de igual forma, um grande número de jovens leitores, há um dado importante a reter: nem só os jovens adultos são leitores deste tipo de ficção.

De acordo com um estudo citado pela revista Time, cerca de 55% dos livros para jovens adultos era comprado por adultos (55%). Um dado que vai ao encontro do que afirma David Brown, na revista The Atlantic, “este crescimento impressionante não consiste apenas em crianças de 12 anos e partir mealheiros – há adultos a comprar e a ler estes livros”.

Independentemente da idade, parece mesmo haver algo de especial na leitura deste tipo de livros. A autora Chloe Neill avança com uma explicação, mais uma vez relacionada com as sagas de Harry Potter e Crepúsculo: “ambas as séries relembram os adultos de como é ser-se surpreendido pelo mundo”. “Acho que as pessoas gostam desse tipo de escape”, concluiu.